• Ana Carolina Biz

Princípios do crescimento empresarial: um estudo de caso da Amazon

Existe uma relação fundamental entre o risco e o crescimento. A mentalidade de estar sempre se protegendo do risco é o que coloca seu negócio vulnerável. Quem ensina é Jeff Bezos, que assume riscos com intencionalidade. Resumo aqui o estudo realizado por Steve e Karen Anderson, analisando as lições do fundador de uma das empresas mais valiosas do mundo. Steve acredita que existem apenas dois tipos de risco nos negócios: risco de execução e risco de omissão.


A fórmula do crescimento da Amazon passa pelo princípio de que toda iniciativa passa por estágios semelhantes, divididos em Ciclos de Crescimento: testar, construir, acelerar e escalar.

Para testar, é necessário incentivar o fracasso bem sucedido, ou seja, aquele em que você aprende e aplica o aprendizado. Infelizmente, a maioria das empresas ainda encara o fracasso como algo a ser evitado a todo custo. Este fracasso não tem nenhuma relação com incompetência ou preguiça, ao contrário, vem da ideia de que o fracasso é esperado quando se testam novos caminhos ou ideias. Quando foi a última vez em que você usou o fracasso como estudo de caso para melhorar seu negócio? E o que você faz para mostrar que os erros são uma oportunidade de aprender e melhorar? Em uma cultura em que o erro é mal visto, muito se esconde e pouco se inova. Disse Bezos, em uma de suas cartas aos acionistas, que “o fracasso e a invenção são gêmeos inseparáveis.”


Também é preciso apostar em grandes ideias. A maior lição a ser tirada da forma como a Amazon aposta em grandes ideias é: comece apostando baixo e, conforme o sucesso vai se provando, aumente o investimento. O que você pode fazer para estimular sua equipe a explorar novas oportunidades? A ideia errada de que uma empresa deve evitar riscos limita toda e qualquer forma de evoluir. Uma solução inovadora é aquela que é relevante e diferenciada, superando expectativas. Mas, para que dê certo, ela deve ser viável, rentável e desejável.

Pensando nisso, criamos a GMC Lab, um centro de inovação voltado para a transformação digital da cadeia de suprimentos, que envolve pesquisa, desenvolvimento em parceria com start-ups de tecnologia e elaboração de business cases, gerando e compartilhando o conhecimento gerado.


Para continuar crescendo, a empresa também precisa praticar a invenção e inovação dinâmicas. Isso significa que todos estão em busca de melhoria, o tempo todo. Estimule o olhar que questiona a todo momento: como minha atividade pode ser melhorada? A invenção dinâmica ajuda a libertar a criatividade, que deve ser, como toda habilidade, constantemente estimulada. Pois o cérebro, como qualquer outro músculo do corpo, se não utilizado, definha. Mas esta dinâmica precisa ser intencional. Toda empresa sabe que precisa inovar. Mas, em geral, o que falta é uma cultura e estrutura que permitem o florescimento da invenção em todos os níveis.

Kurt Huffman afirma que as pessoas têm medo das consequências de um fracasso. Medo de serem demitidas, ridicularizadas. Ninguém gosta de fracassar, mas se as consequências são vistas como oportunidades, a inovação é facilitada e o desconforto minimizado.


Já na etapa de construção, ideias promissoras são transformadas em iniciativas sólidas. No caso da Amazon, um pilar fundamental do crescimento é a obsessão pelo cliente, garantindo que os investimentos sejam realmente o que as pessoas querem. Para isso, é importante nunca parar de fazer perguntas, indo além do esperado. O que você faz hoje para melhorar a experiência do seu cliente com a sua empresa?


Outro ponto importante é ter visão de longo prazo, mesmo quando o mundo recompensa o pensamento de curto prazo. Soluções imediatistas podem não levar a ganhos sustentáveis. E analisando apenas o curto prazo, soluções inovadoras podem ser consideradas fracassos. Entender as etapas do ciclo de transformação digital traz a persistência e resistência necessárias para colher os frutos no momento certo. Para isso, é preciso confiança e centramento no plano. (veja aqui como lidar com a inovação e com centramento em momentos de crise).


Além disso, compreenda qual é seu círculo virtuoso. Jeff Hades explica a premissa do flywheel, o volante a vapor, que demonstra porque algumas empresas se destacam e outras não. Trata-se de uma roda extremamente pesada, que exige um enorme esforço para ser empurrada. Mas, se você continuar a empurrá-la, ela ganhará impulso, até que, em algum momento, ela vai girar pelo seu próprio peso, gerando o próprio impulso. É neste ponto em que as empresas se tornam excepcionais. É no movimento que encontramos equilíbrio. Quais são os elementos chave para que seu flywheel funcione? De que forma um componente ajuda o outro, fazendo que com este círculo vicioso gire cada vez mais rápido? Isso ajuda a compreender quais riscos valem a pena e a quais oportunidades se agarrar.


Após a construção, para acelerar o crescimento, é necessário agilizar a tomada de decisões, simplificando o que é complexo. O tempo pode ser acelerado por meio da tecnologia. Identifique qual é a etapa mais complexa da sua cadeia e desconstrua de forma a manter o essencial. A tecnologia é fundamental para aprimorar todos os aspectos da sua empresa. E está mais fácil do que nunca usar a tecnologia para acelerar o tempo. Quanto mais digitalizadas estão as informações, com maior velocidade você pode acessá-las e analisá-las, de forma cada vez mais confiável. Uma nova tecnologia é capaz de trazer crescimento exponencial. Como as etapas do crescimento exponencial são difíceis de identificar, a tecnologia pode trazer, inicialmente, uma impressão errada do seu valor. Mas é apenas uma impressão equivocada. Lembre-se: mantenha a visão de longo prazo.


E para escalar, é preciso ter uma cultura forte, focada em padrões de excelência, medindo o que importa, questionando o que é medido, confiando na sua intuição. Para a Amazon, escalar significa conquistar um crescimento significativo, sem sacrificar quem você é ou oferece. Assim, você consegue fechar o ciclo, potencializando sucessos para depois iniciar uma nova etapa de testes de uma nova ideia.


Na GMC, acreditamos e confiamos nesta metodologia, a inovação faz parte do nosso DNA. Conheça nossas soluções e não perca a oportunidade de participar dos nossos estudos de caso para transformação digital da supply chain. Entre em contato e saiba como podemos ajudar a trazer sua empresa para o mundo 4.0, impulsionando seu crescimento de maneira sustentável.


Fonte: Anderson,Steve; 2020. As Cartas de Bezos: 14 princípios para crescer como a Amazon


Siga-nos no LinkedIn

  • White LinkedIn Icon

GM Consultoria e Assessoria em Logística e Supply Chain LTDA - CNPJ: 32.259.461/0001-70